terça-feira, novembro 30, 2004

Coiso interrupto





“Só conto um dente” disse Dantas, o dentista, ao paciente. ” Apenas 1. Vamos ter de o arrancar.” Avisou ele.
“…amos…er...e…a…ancá??" Perguntou o paciente de boca aberta.
Dantas, era formado em Ode e Antologias, mas o que gostava mesmo era de arrancar dentes. Aquela era a sua primeira consulta. Não tinha formação, mas tinha uma enorme vontade de aprender. Era um auto didacta.
“…ó...ótor!…á…a…oer!!”, ''expremeu-se' o dorido…
“Não fale, palhaço. Não vê que estou a trabalhar?” disse o Dantas, o dentista.
Dantas, dantes não se esquecia de nada, mas desta vez esquecera-se da Ana, extasia.
A Ana era a telefonista e namorada, off the record. Recordes, era com eles.
“Ingaaaa!”…..gritou o Dantas.
Inga, era uma sueca, assistente do dentista. Só falava a língual natal (gInga bela, gInga bela) e não entendia mais nenhuma... que lhe entrasse pelos ouvidos, claro... Tinha um grande dilema. Ser Inga ou não seringa, era a questão…não se conseguia decidir. Detestava agulhas.
“Ó Inga, traz-me a anestesia, rápido, que o freguês está a sofrer.”
A Inga e a telefonista entraram as duas no consultório.
“Que fazem aqui as duas?” perguntou o Ode e Antologista.
“Ai…ótor!…à…a…oer…omo….alho” gemeu o paciente.
“Abra a boca e cale-se, seu miserável. Não vê que isto lhe vaí sair caro?”
“Inga, prepare-me a broca”. Inga, rápidamente começa a enrolar o cigarrito.
“Ó …ótor!…a..é…tesia…ói…uinto!??”…miou o tadito…
“Ana, trate do impaciente. Faça-o relaxar”. Ana começou a desapertar o cinto do freguês…
Fónix,…acabou-se. Não me apetece mais. Já me doem as ‘engivas’...
Vão ler outra coisa qualquer....
Nem me apetecia escrever nada…
Palhaços…


Enxerto dos textos de Anne T. Culture "As Engivas Nucleares" in Coisos Interruptus.

Ar u Tóquen Tomé?



Mó méne, heeechandra-té! I´m de gay in charge. Oké?
So You jaste stay collé. B-cause, i ham the leaderé. Oké?
This is a rebola You ción! Dont blame me. Blame de 100tino lopez, ma méne.
Ai, want to be yó frend. Can wee?
Oké. Letes do det.
Frends.
And no Bibá(pita) e la rebol You son, ma mene!

Fala El Conde!

Oi, fala El Conde!
Vos voi a cagar, sus MERDOSOS!

La Revolucion prosigue!


Por comando dé Ana Té Cultura, la nuestra jefe del estado del beluga, se dice:
1- Qé non se pude pastar!
2- Qé el Conde és un raiboso malaiko quié pretiende se apossar del beluga!
3- El gran malaiko 100tino Lopez, El Diablo, q bolberá a hacer las demandas de la rebola You ción!

Ensinado Ana Té Cultura, Jefe instada dela Belugación!

S.O.S

10saphio aos Belo Cueiros

Quem senão a ANACONDA DILLUCIA pode shafar a honra do convento?
Quem senão a ANACONDA DILLUCIA pode shafar as vossas faces?
Quem senão a ANACONDA DILLUCIA pode shafar as vossas peles?
Digam não ao shafo devido despeito!
Digam não ao shafo raras xxx sessões!
Sem a ANACONDA DILLUCIA não se shafam!
Com a ANACONDA DILLUCIA shafos sejam!
Carreguem em Controlo Shafa, e shafem as vossas vidas!

Hasta la Bestoria CHEmpre!

100 L'AGENDA



2-much opus der
Ninguém cu lará avós da cu lassie apurária!

Sórry, má méne!!!



Hits, a revolutión!!!! 100tino lopez ha dicho qué yo seré "Dé líderé".
Bibá la rebolución!!!!! Yo seré el jefe de estado del beluga!
A ti, te resta la prisión!!!! Tus postas serãn apagadas!!! És muy su-bversibo!
És un Rebola, ó cionário! Viva la Rebolla u ción!!!!
Abajo, El Condé! Bibá lá Rebola u ción!!!
----------------Estado de sítió______________________

Anne T. Cultura, será la presidenta de la rebola Y ución!
_______________________________________________________

Come o Ni, Cação Ana São

PUTTIN THE BELUGA!!!!!

© Anne T. Culture/ http://in-cool-2-much.blogspot.com/

Caros Fões, Couce & Dadons, Home Anne Idade!

Como já arre pararam acabamos de derrabar Hugo Verne, decisão já por nós anão ciada há longos postes no nosso beluga.
Nu em tanto, ficamos numa lá estimosa cito a São pois só agora demos conta de que lixamos o beluga.
Ficamos sem pulhaços, sem Isca Lopes, Pauladinha, Blogão Fálico e já começamos a deitar contas à vida...
Lá se vão os bronquedos nesta quadra not Alícia, tadinha da pouco nada, tadinhos dos grão de hots in fão tolóides!...
Por isso...

TAMOS VERMELHOS DE RAIVA!

Para room mediar o que pelos vistos não tem remédio decidimos e temos o prazer de vos anunciar a constituição da União Sobe e Ética que futuramente zelará pelo bem estar do pobão dotando-os dos pulhaços e munecos necessários à sua fool & cidade!

Para tanto declaramos:
Nenhum governo poderá tomar posse sem a aprovação do nosso come inté 100 tral!
O nosso beluga - www.in-cool-2-much.blogspot.com - passará, a partir de agora a governar o mundo.
Ria alisaremos de imediato eleições para nos elegermos donos do mundo.
Só será poor mitido o boto aos membro do cume inté 100 tral do beluga (Anne, Lucia, Dill e Conde).
Toda a belugasfera nos hack lamará por ONAN-nimidade e gritará em 1 ni...ca sono, pah...

PUTTIN THE BELUGA!

Tenho disto!

Anne T. Culture
Beluga, 30 de 9 ombros de dois mil e dasse

Adeus, 100 Tino Loops, que tanto nos ins...piraste-te?



É com o maior pesar, que acompunhamos as nus téce-as....
Oubsss dzzzer, que o nosso Santinho vai cair.
Que vai ser do nosso beluga...100 os pulhacitos....
100 o Soda, dito,...100 o Ursito....
Que Natal teremos nós! 100 prendas???
100 motivo??? Que nos vai hack ontecer???
Por isso, como se diz na Rapp u pública.
"Therezzz go the DJ. Long live the DJ....yeeeeeea!

É Jeep, Tó!


(Para lerem enquanto fumam Camels... depois de muitos Camels serão fool izes)


Quim Zé fugia a 7 pés, esbaforido.
Borrado de medo, largava gazes...
Tinha acabado de assassinar o Sir Cófago.
Fora apanhado nu no sofá da sala com a sobrinha dele.
Não teve outro remédio senão matá-lo em legítima defesa, ali mesmo no sítio onde 10Pira Midde, a sobrinha...
Passou Hórus a correr como um doido até esbarrar com o polícia do Ford Ó Ó.
Teve sorte, era o Toino, velho amigo de in fun CIA...
Toino, batuta numa mão, a outra mão na anca, mirava o amigo estirado no pode a estrada.
Quim Zé, imóvel, pelo canto do olho mirava Toino: a batuta, anca, a mão...
- Esfinge-se de morto, decerto, pensava Toino...
- Dá múmia boa razão para não te prender, Quim Zé!
- Seti soubesses como tudo se passou deixavas-me dar ao papiro, Toino!
- Hum, cheira-me a história de saias. Sempre ouvi dizer Xerxes la femme. Tás ferido?
- Não, é só um pequeno derRam...sés de uma pancada do Sir Cófago.
- Dá-me Amon-Ra que eu ajudo-te a levantar - disse o Toino.
- Bom, em nome da nossa amizade, vou deixar-te fugir. Não Gizé plano nenhum. Até tou meio Keóps com a situação. Mete-te no Ford TiTi e põe-te ao fresco...quero é que Tebas daqui depressa...

Bolas, não tenho Egipto nenhum pa ser polícia (pensou o Toino)...

(do romance "O amor de Midde e Quim Zé nas margens do Nelo, a saga do cru cu Dill e outras histórias" por Anne T. Culture, é Jeep T. Olga, Edições E era o galifo)


segunda-feira, novembro 29, 2004

TOTÓS "R" US


© Anne T. Culture/ http://in-cool-2-much.blogspot.com/

Oláááá, pouca nots!!! Seus miúdos, arre, quietos!!!
Este na… Tal, peçam aos vossos pais, mães, podrinhos, no more ados das Mões & dos Pois, ou mantes deles, a loucura da pouca nada!!!
Os merdavilhosos TOTÓS, os bronquedos que se divertem por ti!!!

1 - O Soda, dito, que vem numa caixa cool-orida e Moderna. Com 3 sub Marinas, bué da Tanques u ver o macho, homer & canos! Contém GéNeRos, em missões no ostrangeiro! Não traz a BarbiCinha, porque está nas 7 quintas. Traz fotos de festas, 1.745 entrevistas, 734 in augurações e as vistas do forte. Garantidamente méééénhoso!
Ideal para poo tós delinquentes. (Não precisa de pulhas!) Ele já as tem mentidas!

2 - O Pulhacito que salta da caixa, em geral, dos depósitos, é de rir à grogue, alhada. Quando lhe salta a tampa, diz: "tou bzzzaber!"…Manda posts, ais, das fananças 100 ninguém lhe pedir. Que coisa mais in grossada! Ahahaha, riam cu, migo. Horas d'aversão garantidas!!!
Perfeito para cri-onças in-gestoras de peças! Não precisa de pulhas. Trabalha com es molas! Basta carregar na tampa!

3 - O Ursito Amor, ouso, faz as delícias das poo canitas. Admite e D-mite tudo. D-mentes incluídos (não inclui os que se D-mitem). Traz o Manuel das ins trusses, hãs(?) e uma vasta goma de Barbes. Inclui também brolhantina, sebo cow pilar, poses tontas e 3.802 10cursos. Diz sempre a mesma coisa. É a low cura do méé, minto!
Não tem garantia!
Bom para pee-canitas mentirosas em idade de laranjada. Traz bué da pulhas!

'Gostarem'??? 'Quererem' mais???
Rouba o 'móney' aos teus Pais, envia para a posta restonta: 2-much-mané e pede o moneco, 1, 2 ou 3.....
Fiquem bem, méééé, you dos!...
E não se esqueçam: portem-se mal, ou levam cus bronquedos todos!!

Cutálogo 10ponível. Com tacto: Anne T. Culture/ Kids do parto, mente

Não há...

...O velho olhava agora para o sofá onde se sentava havia mais de 30 anos, lamentando o seu estofo perfurado por uma mola que se partira.
Concluiu: "Não há banco que sempre dure, nem mola que não se acabe..."


domingo, novembro 28, 2004

If merdes - 2


© Anne T. Culture/ http://in-cool-2-much.blogspot.com/

. Neste dia 28 de Novembro decerto nasceram melões de pessoas famosas e uns tantos 10 conhecidos.

. Neste dia 28 de Novembro decerto morreram melões de pessoas famosas e uns tantos 10 conhecidos.

. Mas hoje estamos aqui para celebrarmos a única if merde que importa, o 2 Mesário do nascimento do nosso Beluga (põe-te a pau Ricardo).
Pois é, o nosso beluguinha nasceu no dia 28 de Setembro pelo que faz hoje 2 meses.
Foi em Setembro que te conheci, cantava o Wish Peidinha, aquele manhoso que agora faz figuras tristes nos Malaikos do Ranso.
Não, não vos trazemos o Wish Peidinha, mas sim os mais famosos, os mais incríveis, usina cru ditáveis Pulhaços que nos guebernon!
Temos o prazer de vos apresentar os fun trásticos pulhaços Isca Lopes, Pauladinha e Blogão Fálico!
Desde que chegaram ó poder armaram-nos uma tenda 10graçada, caros fões.
Além de pulhaços acumulam as fun sões de mole Evaristos, Proust digita a Dores e On & + 4ozes.
O mole evaristo Isca Lopes tentará, perante os vossos olhos, transformar uma bomba atónita num sub Marina Tuguês movido a gás bute anus para agradar ao pulhaço Pauladinha.
O pulhaço Blogão Fálico foscalizará a operação pa garantir que tudo se enquadra no ursamento.
Por isso brindemos, caros fões, ao nosso beluga!
Vamos todos dar um grande hippie porra que hoje o dia é de festa!

(agora todos em uníssono)

HIPPIE PORRA! PARA BENZES BELUGA!
HIPPIE PORRA!
HIPPIE PORRA!


- hum, quem de vós disse coeur-alho, seus manhosos?

sábado, novembro 27, 2004

O último grito

SOFÁS MERDA
O último grito em conforto



Made in Portugal by Sentina Lopez

sexta-feira, novembro 26, 2004

Neliz Fatal

*
**
***
****
*****
******
Sinto-me
um pouco let
it snob, aproxima-
-se a santa cláusula e
nem as reinadias me ale-
gram! Jinga a bela, fazem-
-se prosápios e, as Estelas de
Belém, é só velas em wait crise
mas sempre na tal de levar na tola.
Frooooooooosty-se, dasse nó, mene.
Quanto à 3, pois, não tou nem bou-me!
O o O
o O o
O o O
o O o
O o O
(BOLAS)

Conselho de Meniscos do Beluga

Anne T. Culture trousse deu à over tura dasse, São!

AnneTCulture – Fala 1 joelho de cada vez!

Conde-Lírios peidou a palavra.

Conde-Lírios – Como Eça bido o Ricardo tomou novo fôlego e é preciso tomar-me Didas senão o beluga sofre. Tenho andado às voltas com a Anette a pensar no osso 1-2, na forma de cut ivar o povo pó nosso beluga.

Dill-O-Ente – Fónix... be gone, be gone...

Lucia-Fera – Merda, ou tou loira ou os meus cigarros têm poste e Cids...

Dill-O-Ente – Fónix... be gone, be gone...

Conde-Lirios– Cof... Ó migos, come aradas, Saddam os parte de frascos tamos feitinhos. Houssein preponho ca mana Lucia mostre o rabo ó pobo.

Lucia-Fera – Ai Mongóide, Gi Zuscraiste! Eu caté tive uma in duque a São relogiosa num c’aleijo de freiras na Só Iça, o c’aleijo das Omega Byte com Deus. Ai, 2 me livre quinda bou pó In-forno se mostro o rabo!

Dill-O-Ente – Fónix... be gone, be gone...

AnneTCulture – Tá decidido, mostras o rabo e mainada! Vamos bute ar, peidem-se s’ir embora.

Encerada a Sue São abrimos a pernas e fomos trombalhar.

Beluga, 26 de 9 ombros de dois mil e dasse


(o rabo de Lucia-Fera, agora disponível em www.in-cool-2-much.blogspot.com)


© Anne T. Culture/ http://in-cool-2-much.blogspot.com

Eu tou bzzzaber!! Manhosos...


© Anne T. Culture/ http://in-cool-2-much.blogspot.com/


Afinal é aqui que vocês andam, seus cromo nosos??? Muito bem! Em vez de trombalharem, andam nos berloques, ou nas berlengas, como vocês chamam a esta chuto pidez…hmmm..... Com passo quisto leva, não fazem a ponta d'1 Kern. Mas eu já vos tirei os linkuzitos, os vossos é-1000&os e os no meros de contra boi inté. Vou mandar os meus hack ólitos foscalizarem essas cão tinhas. E depois vou cobrar. Os foscais cobrões fazem-vos a folha d'expurgamentos, seus manhosos. Quero ver essas 10 clarações d'em postas. Vão ter de pagar. Partam as poor quinhas mia alheiras. Devem ser todos devo à Dores. Por isso é que em cada 5 tugas, 2 estão por conta do instado e os rés tontos 9, andam nas bolonhesas, ou lá como isto se chama. Os meus fões cionários também andam todos nisto. Manhosos.....seus mofo & osos.....
Cá para mim, vocês estão feitos com o Morcela Rebola de Sonso, esse mal engrandecido….Vou mandar fechar estas bolengas, ou lá o nome que dão a isto. Anda um homem a pôr seguranças no social e a safar o mistério das fananças, para levar com isto. Graçolas com o sou Marina e os Pulhaços?…hmmmm, muito bem. Vocês têm é de levar com o Murrais Sarnento. Vou contra lar isto tudo com o meu Blogão Fálico (dobra-o,dobra-o,dobra-o. Blogão-Fálico. blogexposto.como-te).
Nunca se esqueçam que o último a rir é o que ri no fim, seus manhosos. Esperem pelos meus ui-mails.

S ensinado
B-gone, fónix...

quinta-feira, novembro 25, 2004

Bacon Deus Ricoeurdo

Sofisto! Kant te viu e Kant te vê… Os teus dias de Boaventura acabaram.
Se não Tomas cuidado ainda Quinas. É com a maior Nietzsche10, que te digo: não te Descartas, os Éfezes não mentem, qualquer Pita agora te coloca em posição Spinoza, tomaram-lhe o Agostinho ao dedo, vais Voltaire paras Ortegas.

Happy cura Ricoeurdo

Crónicas de Ali Ólado - Wool Team Happy Sódio

O Segredo de Justina

...Era um país tão pequeno que só tinha uma frog azia. O Presidente da Janta fazia também o lugar de Juiz e de Podre da Paróquia.
Era um país tão pequeno em que até os crimes eram cu metidos aos book ados porque não cabiam por inteiro.
Mas um caso houve que abalou toda aquela sociedade e trouxe à cool acção a questão do Segredo da Justina.
Foi um pequeno crime sexual que naquele país tão pequeno tomou enormes proporções.
Lembro-me como se fosse hoje do Tribunal a rebentar pelas costuras, a aba a arrotar, repleto de gente com 3 pessoas lá dentro; eu, o juiz e o arguido. O bode boo gado de defesa foi 10pensado porque só lá cabia um ponta de lança.
No julgamento o juiz perguntou ao arguido se tinha algo a alagar em sua defesa.

- Morreu-me a mãe durinha... disse o arguido o 1000 demente.

- Mas por morrer a mãe durinha não se encaba a prima Vera - 100 tenciou o juiz.

Condenou-o a ler a Nova Constituição Europeida.
O país era tão pequeno que não havia lugar para grandes penas.
Vera, com a protecção dos Serviços 100cretos do país mudou de identidade e chama-se agora Justina. Mudou-se práqui e tem uma frota de 397 filhos Bus tardos e é por isso que quando na paragem esperamos o transporte púbico, o Bus tarda sempre...

Lady Di End

Anne T. Culture - "Crónicas de Ali Ólado" - Edições Kiss Lee Chen Todos

quarta-feira, novembro 24, 2004

É Popeye-a Nacional


© Anne T. Culture/ http://in-cool-2-much.blogspot.com/


Primeira foto do novo sub Marina Tunguês, tirada (às x-cândidas) durante a visita dos clientes, visívelmente satisfeitos, com o aspecto enterrador da embarcação. Não pouparam elogios ao e-responsável, pela humildade demonstrada em todo o projecto. Não há besugo que não fuja. Tirando o Berbigão, que tá Félix, o resto da peixeirada vai manter-se ao largo.

Foto roubada por Anne T. Culture e transportada na sua roupa interior.
A fotografia encontra-se em adiantado estado de composição.
Seguirá para a torre do Toino.

Órgão num grama do Beluga

Presa a um dente
Anne T. Culture
É a mão da chuva, a dona da Hol-Ding-Dong. Tocam cão painhas quando ela passa.
A sua mais famosa decisão foi a de determinar que no beluga todos trombalhavam sem ordenhados quisto num é a quinta dos fanhosos.
Em resultado disso é a única que trombalha. Todos os outros se divertem no beluga.

Suck Ratária
Lucia-Fera
As pernas onde se se ostenta som doutro mundo onde nem sequer há belugas.
É o Sue porte físico do beluga já que há longo tempo deixou de dar lições de m-oral.

Vogal
Conde-Lírios

É vogal consoante os dias.

Redução
Lucia-Fera
Dill_o_Ente
Conde-Lírios

Redigem tudo à mão que o ursamento inda num chagou pa comprar um p-solhas. Nem sequer têm a poor caria de um 7 Hansel ou uma fartacopiadora pájudar.
Fazem tudo em 3 vias e a papel cómico. Acabam o dia arrozados e cheios de 3 meliques.
Lucia-Fera tem uma pós-graduação em coollie grafia tirada no beluga do Onan (aseitadefénix), o mestre das 3,14vias (leia-se pi-vias).

Ralações Púbicas
Dill_o_Ente
A sua função é catar chatos nos outros belugas e convencê-los a vir ao beluga bater no Ricardo.

Director Artístico
Ainda não encontramos um Artolas que 2mace o lugar 100 ra moon ração.

Parteira
Lucia-Fera
Só entra quem ela a prova. Parta e aparta, reparte e fica com a melhor parte. Ganda pedaço, sa comem cuzólhos manda tudo ó raio cus parta.

On e Mal de Estivação
Cão de Lírios
Ladra ós carro6 e fica co pêlo eriçado quando vê pulhaços.

Poemas Ingleses - 3

Nasty Lou gare soul hit are you
On the bay dead soap Agga
Call Kerr cow bird fush force
Call Kerr bull ant seek Agga...

Anne T. Culture - "Engolis Pommes", Edições Pedra Pomes - mil nabos sento-os e se tenta dass...

terça-feira, novembro 23, 2004

Hoje há Pulhaços!!


© Anne T. Culture/ http://in-cool-2-much.blogspot.com/

Mooooooon inas é Mééééén inos, hojéééééé yá Pulhaços!!! Com a dupla, de dois, ao vivo, em ar de cores e a pronto, é branco, os famooosos pulhaços, que édoram bronca duras e pulhaçadas....
ISCA LOPES & PAULADINHA! No seu número ground & ouso, o.....
"Em Fundamentó do Tinto ó Nike"! (palmas, bué da palmas).

x-pow-táculo pro 2 ido por
Anne T. Culture, in "Poor Tuga All, oak treat"

Poemas Ingleses - 2

Anna in a none,
Fee cash two, you none,
Soap at Tino, Dave Lou do
Him a in add all good on...
...

Blog Ode bless óleo!

Anne T. Culture - "Engolis Pommes", Edições Pedra Pomes - mil nabos sento-os e se tenta dass...

Penso blogo existo

• O blog é como uma sala de espectáculos; entra-se, vê-se e sai-se - Pita Agora
• Dá-me um blog de apoio e moverei o mundo - Arca & Medes
• Tudo importa no blog, excepto o assunto - Oscar Selvagem
• A melhor forma de não leres o que te incomoda no blog é não o leres - vigilia
• Acontece com os blogs o mesmo que com os homens, um pequeno grupo, desempenha um grande papel - Volta a Ir
• É preferível suportar os blogs que temos do que voar para aqueles que não conhecemos - Abana a Pera
• Só blogo para as pessoas capazes de me entender, e essas poderão excrementar-me sem perigo - Triste
• O blog original não é aquele que não imita ninguém, mas sim aquele que ninguém pode imitar - Francisco Bife
• O blog é uma maneira muito simples de dizer coisas complicadas - João Cacto
• Todas as pessoas que não blogam com barulho são perigosas - A Fonte
• Os grandes blogs nunca foram feitos para suportar a lei dos gramáticos, mas para impor a sua – É Pasmo

segunda-feira, novembro 22, 2004

Cine é mania...

Quintino Tara Tino, o famoso Sin & Hasta luso-amor&cano, primo do não menos famoso Tino de Rans, apresenta-nos um novo filme.
Sob o piss eudónimo de Quente e Atarantado para melhor penetrar no mercado português de filmes porno, o mais importante mercado mundial, depois de “Quilha a Bilha”, Quintino acabou de filmar “A Balada de Elsa Treta”, uma audaciosa reposição, dir-se-á mesmo, um decalque da famosa série televisiva “A Balada de Elsa Truta”.
Trata-se de um hard-core sem cor, um filme negro em que o sangue é substituído por tinta da china.
Traído por Maria Dá-me Herdeiros que o trocou por uma flauta transversal após as filmagens de “Polpa Fricção”, Tara Tino socorre-se da não menos 100 sual actriz Quim Bay Ginjas, um transexual mutilado que iniciou a sua carreira como defesa sem treila do Benfica.
Nem a fraca prestação de Já Noutra Volta, lesionado no Tem Dom Dá Quilos compromete o êxito do filme.
Toda a acção se divide entre uma esquadra no Hi, tem dente! e uma quinta alentejana sita em Beja.
Foi lá que encontramos o ria, alise a dor, que entre os mugidos das vacas não conseguiu calar um 10abafo: “Quim, Beja muge too much!...”
Financiado pela poderosa M-Geme será distribuído em Portugal pela distribuidora “Num filmes qués tolo, Lopes”.
Nomeado para a palmadora de Cannes safamos decalque é maneira, o filme promete ser um êxito de bisbilhoteira.

Anne T. Culture - Crónicas Dasse in Amo-te ó Grafia Poor Tuguesa

domingo, novembro 21, 2004

O Pequeno Princípio

Como é que se cativam as Estelas?
Tens que ter muita pussyência…

Anne T. Culture in “A Rã Posa e o Santo Exaspera”.

Hell & Ode News-2

O “Cow, digo, de Avintes”, o Besta Solha moon dial, vai passar para o See enema.
Booze & ode no room onça de Dá no Brown, tende a entornar-se n1 ex & Tó de bule e esteiras. Rua lizado por Ronha, ao ar de….conta com a inter portação de Tó Manco, no principool pai pelo.
“Cow, digo, de Avintes”...a x-tória broa.
X-peramos a ostra, heya…

sábado, novembro 20, 2004

Cu ligação

Conversa entre o Beto e a Bêta:

- Ó Beto, já viste, temos um 1º Ministro que era paineleiro e agora num acerta uma!
- É. Esta cu ligação tá muito frouxa e já cheira mal... e até o Ministro da Defesa erra, Bêta...

sexta-feira, novembro 19, 2004

Aposta Séria numa Posta à Parte

Para os que ainda não me conhecem quero dizer-vos que sou tia, rebelde mas tia, rejeito os clichets mas sou tia, pagã e anarquista, mas sou tia, sem cheta mas sou tia, de jeans rotos, mas sou tia, desteatralizo o comportamento social mas sou tia, abomino o senso comum mas sou tia, renego a lógica primária mas sou tia, não vou em crenças simplistas, mas sou tia, não gosto de regras mas sou tia, não tenho respeito pelo satus quo mas sou tia …

E como sou tia, no blesse you oblige, em meu nome e no nome dos dois ca eurekas que comigo formam este Ca Aviar Beluga queria agradecer aos fões que nos visitam e nos xxx-crumentam…

São eles que, de certa forma, nos movem a ser inventivos, criativos, imaginativos e me fazem acreditar que os que são suficientemente doidos para pensar que podem mudar o mundo são os que o mudam.

Ao AAS - o homem das cunhas – que aparta para esquerda.
Ao Alguidar Pneumático - o João Tiago - o mene do hello toscano avariado.
Ao Blog do peido – que excrementa mas não bufa.
Ao Cartune – Ricardo Cabrita - estudante aplicado de non sense.
Ao Espectro - o mene ASCII maravilha.
À Fata Morgana – que Artura as nossas postas e se banha na SPA de Aval On.
À Informaniaca – que comigo “lá os estriba”.
À Mushu – o ciclone que executa a dança do ventre de costas.
Á Nakamura Michiyo - a japonésia que gosta de sopa atilhas óleo * e esfola velhos no hot ó carro.
Ao Onan – o venire, videre, venire.
Ao Pedro lopes - O In Gnu Errante .
À Robina – a miúda das buscas que ousou escrever: “A Humanidade está a perder os seus maiores génios...Aristóteles faleceu,Newton bateu as botas,Einstein morreu, e eu não me estou a sentir muito bem...”
À Xana Pinto – adepta do sexo na cidade.
Ao vizinho – que sempre se Ode Mira.
E ainda... aos blogless
Oleo nella, Geebacame, Pudim, Para raios e .Ada.

Bless u óleo

Vossa, Tia Ma Mene

As medidas do tempo

Há muito, muito tempo, no tempo nos nossos ultra-pentium-cota-tetravós, o tempo não se media como hoje se mede.
Só existiam as porras, os min@s e os fagundes.
À porta das fábricas, quando soava o apito:
- Hey man, tá na porra.
- Tá nada, inda faltam 10 min@s; se senta aí, Nobre Fagundes!
E havia tempo pra tudo.
Mas os Amaricacas logo imitados pelos japonésios de imediato lixaram tudo.
Mal conseguiram eleger um Papa Amor & Cano, tomaram conta do tempo do mundo inteiro.
Foi num filme que passou na RTP 1 cos gaijos elegeram o Papa Gregory Peque que em hora e meia nos desgraçou o tempo e o fez como o conhecemos hoje inventando o calendário Gregoriano.
Antes disso era o Olha a Porra mas o Peque insistiu: Call him Dario...e assim ficou.
Desde logo se instalou na Boutique Ano e a dividiu em 12 show rooms páquilo render mais.
Depois há que dividir aquela treta em some Anas, e as some Anas em dias.
No meio da confusão deu em pagamento à Mafia o dia 30 de Fevereiro e ainda hoje ninguém sabe onde ele pára...
Claro que tinham de se queixar que o povo passava todos os min@s de cada porra sem fazer nenhum e isso diminuía a proud actividade. Eram uns lambões, diziam os bosses amor & canos. Os jápenicos assentiam com a cabeça: ió-ió!
Lá se acabou a porra, penalizaram-se os min@s pa grande tristeza dos Fagundes.
Os relapsos do tempo iam queimá-lo pá figueira da Inkis e São.
De oração em horas são, lá inventaram as horas, os minutos e os segundos, dizem que eu não tava lá...
Mas pa queque isto em porta?
Assim d'arre pente num me lembro de nenhuma boa razão.
Perdoem-me os min@s que vos fiz perder...tá na porra dir dormir...
Boa noite, Fagundes...


Anne T. Culture, in "Os 10 ígneos do tempo", edições Peque a Dor, 2003 e 7.632 min@s

quinta-feira, novembro 18, 2004

Bad time story

O Homem, é um animal débitos.
Quer. Compra. Consome. Master Carda-se para ter tudo. Tudo o que lhe apetece. Visa longe, sempre mais longe do que pode. Mesmo em American, Expressa-se.
Ao fim de um certo tempo, o homem, não pode mais. Está in duvidado. Ninguém lhe passa cartão.
Aí, o homem, do alto de um 7º andar, solta-se no vazio…..

Ok, vamos recomeçar….

O Homem, é um animal d’óbitos…...
.................



(By Anne T. Culture, in Bad Time Estores)

Novas Traque Analogias

Os portugueses vivem anestesiados. É que em quase todos os lares já há um que amputa a dor.
É o A do vento das novas traque analogias...

quarta-feira, novembro 17, 2004

Top in Thor

Tó era um pintor mole dito.
Mal pegava no pincel via-se à broxa.
Pobre, apenas conseguira tirar 1/2 curso de pintor de castre o sonso e vil por cu r" onde ânsia.
Conde os indo um beilho triciclo a metor em 12ª demão ia de porta importa 10 tando fazer pla vida.
No amor era uma 10graça, acabara tudo com a Teen Tapp Lástica e no que respeita ós amigos já era peçonha na gata entre a esmalta.
Não conseguia manter um emprego.
Agora 10empregado, passava os dias em casa de Robe e a Laca já se Laca vara.
Aquele trabalho era a sua última esperança. Se falhasse abandonaria para sempre a Proof & São. A D. Há-de Hélia, uma velha beata de coração mole, ink emendara-lhe a pintura dos armários da cozinha com esperança de que o Tó desse conta do ricardo.
Tó investiu toda a sua arte naquele trabalho.
A D. Há-de Hélia, ao ver o resultado final ia tendo um ataque cor de íaco.
- Ai Tó, seu 10graçado, o queque me fez ós armários?
- Pintelhos, minha senhora – respondeu o Tó.
Fo10 pedido...

Corridinho

Neste blog que corre sobre rodas, muita tinta vai correr, quanto a mim… me corro nas capelinhas, me corro em Ceca e Meca, me corro na via sacra, me corro de boca em boca, me corro às 1000 maravilhas. Corro riscos? Corro a cortina e corro-vos à pedrada.
E se correr mal?
Me corro a bom correr!

Hell & Ode News

A Glenn tá closed…..
O Dustin tá off, man…..
O Robert tá de neura….
O Ben tá aflicto…..
O Bradd tá nas pitas……
O Woody tá além…..
A Sandra tá bullockeada…..
O Jim tá caro....
A Cameron tem diaz....
A Jane tá fond…ida…..
O Harrison, foi no Ford…..
O Steve tá nos Martinis…..
O Samuel, já com sono....
O Denzel tá em Washington...
O Tom tá mal das cruzes.....
A Nicole tá com o kid, man....
A Demi, tá de moore ada…..
O John,...outra volta....
O Eddie tá amorfo……
O Al tá pó cine….
A Michele tá pfffff…arta
O Sylvester tá alone…..
A Sharon tá stoned…..

Será que tá alguèm em Hell & Ode??

terça-feira, novembro 16, 2004

A Volta à Barriga

Plof era um peido ciclista.
Campeão de quase todas as voltas em que participara, no seu palmarés contava já com a Volta à I-Tola, a Volta à Espinha, a Volta à Frincha...a Volta à Bilha Grande...
O seu grande 10gosto era nunca ter ganho a Volta à Barriga.
Mas desta vez preparou-se bem, teve uma alimentação cuidada, rica em hidratos de carbono, haveria de ganhar a Volta à Barriga com grande estrondo.
O principal obstáculo eram aqueles peidos gémeos italianos, os irmãos Deno, que ano após ano arrebatavam o troféu da Volta à Barriga.
Trabalhavam em equipa, arrasavam a concorrência reduzindo-a a simples bufas sendo já conhecidos como o Terrível Duo Deno.
Mas a verdade é que a Volta à Barriga era a mais dura de todas as voltas.
30 dia-reias seguidos de verdadeiro sofrimento. Chegar ao fim da Volta à Barriga no 1º lugar revelava-se uma verdadeira Epopeida.
Plof era um peido rolador, especialista em etapas de Recto mas a Volta à Barriga decidia-se nas difíceis etapas da Montanha de Estrume onde teria de vencer uma após uma, as perigosas curvas do Intestino Delgado e as íngremes subidas para Intestino Grosso. Aí sim, era onde geralmente se decidia a Volta.
No final da primeira semana e à passagem por Larada já Plof envergava a amarela.
Em Poia já levava um confortável avanço que foi aumentado no contra-relógio em Fezes.
Logo ali decidiu que na chegada a Akag Alhão desferiria o ataque aos gémeos. Vencê-los-ia sem apeido nem agravo.
E se assim pensou melhor o fez. Encetou uma fuga a todo o gás que deixou os geme-os Deno bo-cu-abertos diz panto.
Andou uma semana sózinho nas agressivas es-farpas da Náusea Bunda terminando isolado a Volta à Barriga com grande estrépito.
O Duo Deno ficou Cego de raiva tendo os gémeos de ser evacuados em estado de cu-ma.
No fim Plof foi levado ao Cólon até ao Peide-o onde recebeu o troféu das mãos da bela Flora Hintz Tinal ao som da Banda Anilha que tocou uma versão Estrume Mental do Hino da Alergia.
Plof cu moveu-se.
Na sua aldeia, Santa Bosta Dão, ergueram uma estátua à sua memória.
Quem lá passa ainda sente o aroma excremental de Plof e passados todos estes anus, ainda hoje toda a gente se lembra das façanhas de Plof, o Peido @ Hómico.


Anne T. Culture - "Crónicas da Volta à Barriga" - Edições Fé Cais - Dois mil e Cu...atro.

segunda-feira, novembro 15, 2004

Sou Bessie, agora...

Soube-se agora que:

. O e-mail Zola;

. O T.S. é Leote; tuga poor tanto;

. O Alexandre Dumas vezes xprimentou cenas tóxicas cos 3 mosquiteiros e acabou por inventar o Dum-Dum-as;

. O Sol já é nitsin há canos;

. O Albert Camus trenga da sogra num se dava; ficava Estrangeiro;

. O que a gente espera é que, Gabriel Garcia, Marquez golos pela selecção Cool on Viana;

. Ernesto E. Ming Huei era filho de um tuga e de uma chinesa. Ainda hoje é por quem os chinos dobram;

. O melhor restaurante é o Miguel. Cervantes dos outros e tem o melhor Donkey Shot. Encho lá a Pança. Sancho caro saio sem pagar, mando-o receber ó Rossi em Nantes;

. Ao Artur o cu não Doyle quando a Cher lhe comes;

. O William a 6 cuspira; ganda porco! pa 10 farsar fazia teatro; era o drama tugo por eis-se lenço;

(da "Nova Enciclopeida Lousa-Verás Oleira" com pilada por Anne T. Culture depois de tomar a pílula)

72 h 100 Anette

Foram senta-te e 2 horas sem ela. Tanto time 100 ela. Já tinha so dades d’ir Anette. É Anette cabo, dos trabalhos. Ela já era de bunda larga, mas agora é duma Nega, “vai-te!”, disse-me ela. Liguei-a à parede. A nossa relação está por 1 fio. 1 cabo, o dos tombalhos, melhor dizendo. Acho melhor ir passear Anette, antes que ela me mande para a PT Q(ue) P(artiu).
Adeus, à dasss Elle....
Abraços.

PS: Já vi que se têm ins-forçado. Para Benz.

domingo, novembro 14, 2004

É teu o ostra-terrestre?

Hoje fui ó cinema ver um mube.
Poor ocaso calhou dir ver um mube de ostra-terrestres.
Quer 10er, só se via um ostra-terrestre quera 1 gaijo ingualzinho a nós mais mais duro que levava tiros e num patinava.
Mas isso num Odemira cus car Tonos tamém num batem a bota.
A cena naisse ecos gaijos abduziam xavalos.
Não, num eram peidófilos. Faziam xpriências de ostra-terrestres assim case e moções e cos 100 tea mentos dos oh manos.
Pah, jurei, quando for grande quero ter carta de abdução.
A abdução é um must.
Ouve-se assim um silvo e a pessoa é sugada pós anjinhos qué como quem diz, pós ostra-terrestres.
Assim sem + nada queles nem sequer têm 9s espaciais.
O filme é uma pérola.
Erro comendo-o a todos mas num levem xavalos queles ab12em-nos.

Anne T. Culture (Sanefa ila e crítica desse Enema)

. por .

Sou liberal, não pico o. mas gosto dos ... nos iii.
É . assente, não nunca dou . sem nó!
O meu . de partida depende do meu . de vista; assim vou marcando ... e fazendo o . da situação já que o meu . de apoio nunca é o . morto.
Tenho um . fraco: o . G, ou o chamado . de rebuçado que nada mais é do que o . no género feminino.
E agora, que é meio-dia em . vou de . em branco dar uma volta no .ão.
Será que um dia RIParei no .eão?

Isca e Leto - uma história triste

Esta é uma história como tantas outras, tantas vezes ouvida...
Ela chamava-se Isca Foyd e ele Tarso Leto.
Ela, uma mulher pouco mais que menina, com todos os sonhos e inocência próprios da idade.
Ele, um tipo sabido, vivido, macho latino, falinhas mansas e que não tinha quaisquer escrúpulos nem sequer emprestados...
Conheceram-se numas férias num país qualquer, não importa onde, e ele seduziu-a.
Ela entregou-se a ele de corpo e alma.
- Isca, Amo-te, dizia-lhe ele mentindo, quero fazer amor contigo...
- Sim Leto querido, mas sê esterno comigo, pedia-lhe ela...
No fim ele abandonou-a, dextro ossando-a...
Chegado a casa apressou-se a contar aos amigos a sua aventura.
Reles, dizia-lhes:
- Bem nem vos passa, ménes, tíbia toda pra mim!
- Assim clavícula ada a mim foi um vértebra se te avias! senti-me o Homo Plata, o Super-Macho, sei lá!
- Ílio dia bem, ahhhh!
- Apanhei-a de costas a ligar o rádio e tungas, fui-lhe ao cúbito.
- Enfiei-lhe o perónio todo, dass!
- Ela só me gritava, Meta Tarso, Meta Tarso!...
- Falange mia e arfava, carpo uta, nem imaginam.
- Levei-a à sétima costela. Nem imaginam o úmero de vezes que ela se veio.
...

A ela a fémur chou-lhe no que diz respeito à verdade e nobreza dos sentimentos dos homens.
Jurou: Eu crânio 1 quero mais nada com homens, nunca mais!

Quanto a ele...
Senhores, que rótula se pode dar a um tipo deste calibre?
Escápula duque ar alho!

sábado, novembro 13, 2004

All times High

(Diálogo entre 2 passadas)

- Tá keta Mina! Não enroles...
- É estazia... Na mexe ca Lina mas a Maria Joana sofre do mesmo...
- Anfeta-te Mina? Queres que vá à erva nária?
- Foi do xi xarro do jantar... caiu que nem uma pedra.
- Queres que eu chamon o MDMA?
- Sabes onde meti o pó, Lena?
- Eu ca nabi nada...
- Sofro é de lúcia nos genes.
- Eu axe ixo uma desculpa...
- Taz armada em heroína?
- Coca-ma mesta, tazaqui tazalevar coa moca!
- Salve-se squank puder!

(Fero-monas, para o in cool, algures na Faixa de Ganza)

Surra e a lista...

Não, não eram o casal Boone Hall.
Era uma tia de Cascais, o marido e o seu Rui Bento, o infante horrível...
A cena passou-se num restaurante daqueles Quim Zij marque a São, very inn, com fitógrafo da Caras e tudo...
Entraram, foram conde zidos óleo gare e logo o rebento começou a fazer xtragos.
Limpou a ranhoca à toalha da mesa, colou macacos no pão, perfurou o olho de vidro a uma sinhora dói tenta e 1 anus, cuspiu nas entradas, mijou na floreira e sacudiu para os sapatos do empregado de mesa...
A mãe depois de retocar o pode arroz da fronha diz ó xavalo:
- Rui Bento, queque anda a fazer? Ai, teja queto menino! Olhe que leva uma surra! E a lista, chega-ma crido? disse ela para o marido...

Anne T. Culture - Apontamentos para a história da ga(s)t(r)o, oh! num mia!

sexta-feira, novembro 12, 2004

10 Abafo Dasss Mana

Este wicando, vou mudar de barraca. Vou da barraca da mana, páminha barraca.
Boost & all.
Mas, tenho de levar a Annette comigo. Ok. Simplex. A Net cabe-o, é fixolas e fácil de configurar. N1 Mac, nem é pró-ciso nada. Basta tartudo nuzo-keys….. Bamuzaber.
No Domingo, se eu cá me vier, venho da minha (barraca) e não da mana.
Em 6 meises, é a 1ª veije que madeito na minha barroca.
Santas obras kssakabar1.
A minha tola pa mais n1 dá....ó
Quem me dera ser o Conde-el-iriós, quiria ter ca Luciferosa pa fazer uma rave.
Abraços e peer doem-me.....azobras….

(by Dill_do_ente, cuma gripe do Come Andro)

Olha quem phala

O phalo barato
O phalo pró ar
O phalo pró boneco
O phalo dalto
O phalo de cor
O phalo de graça
O phalo demais
O phalo pras paredes
O phalo plos cotovelos
O phalo por phalar
O phalo por meias palavras
O phalo torto
O phalo torto e a direito
O phalo para nada
O phalinho doce
O phalinho manso

Quem phalo assim não é gago

quinta-feira, novembro 11, 2004

A Lêndea de Robin dos Buques

...
Sim, mais uma vez a história foi mal escrita...
Isto de passar lêndeas de pais para filhos tem que se lhe diga...
Chamava-se Robin.
Era bissexual e tinha 3 paixões:
O Príncipe João, a Cher e os books do Corin Tellado.
Vivia num cerro ali para os lados da Boavista, numa bela quinta arborizada onde passava os dias vivendo e sonhando as suas 3 paixões.
E todos os dias passeava na quinta de um lado pó outro, daqui pra collant, lendo os livros do Corin Tellado.
Em cada árvore havia colado um poster da Cher (a quem ele chamava Lady Mire-a porque não podia fazer outra coisa) e ia sonhando, intermitente entre a Cher e o Príncipe, ali em Cher Hood que assim se chamava a quinta.
(Actualmente e depois que foi vendida aos Alves a quinta chama-se Cerro Alves e é até onde está instalado o "Mas eu dar-te com tempo, Urânia").
Mas adiante...
Robin dos Buques amava o Príncipe João.
O Príncipe era de Botto e passava os dias a orar na Torre dos Coléricos.
E todos os dias Robin chamava o seu moço de Ricardos a quem incumbia de levar uma mensagem ao Príncipe: - Vai à Torre dos Coléricos e pergunta ao Príncipe João se enterra!
E lá ia o moço a correr como doido desde a Boavista à Torre dos Coléricos.
Dizia-se que o moço de Ricardos tinha coração de leão mas tanto o cântaro vai à fonte... que acabou por sucumbir a um ataque de coração quando atravessava a Praça dos Leões...
Sem moço de Ricardos, Robin teve de se contentar com a companhia de Frei Traque e do seu fiel amigo João Pequeno que segundo consta tinha um grande varapau.
O Príncipe João nunca chegou a enterrar... foi cremado e lançado ao lago do Jardim da Coeur Doaria.
O coração do moço de Ricardos foi dado a comer aos arrumadores licenciados enquanto os Clã dos Tinos só foram autorizados a comer as tripas.
Tudo isto se passou há 100 antenas dá-nos.
Ah, belos tempos aqueles! Aquilo era gente de outra carraça...
A lêndea sobreviveu até aos nossos dias e tudo isto me contou há bocado, dizendo-me: abre bem o piolho que esta gente anda toda cega! Tudo o que te contei é a pura verdade. De lêndeas percevejo eu...
Meti-me no carro a pato e vim a correr escrever isto, antes que caísse no isca é cimento...


Anne T. Culture - "A lêndea de Robin dos Buques e outras lêndeas daqui e de há collants" - Edições Morde a Liz Boa - Acabado de escrever na foz do rio Linge Rie no dia do Só Mortinho deste Anus de 2004.

Aos fetichistas dos pés

Ao pé do ouvido vos direi que desde que pus o pé no mundo bati sempre o pé, armei um pé de vento, não sou pessoa de meter os pés, de estar de pé atrás, lamber os pés nem curto da treta do pé de igualdade, entro sempre com o pé direito, quando caio, caio de pé, não gosto de pés rapados mas não tenho pé de meia, tenho medo dos pés de galinha, abomino os pés de chinelo, não sou de pé ante pé, conduzo com o pé na tábua e o meu estado habitual é o pé de guerra, não sofro de pé de atleta, se for necessário não hesito em usar um pé de cabra, respondo sempre ao pé da letra, em caso algum perco o pé e estou longe de ter os pés na cova, tenho antes os pés no chão…

Pé S: calço 37 e tenho um pé a pé tecível!

Poemas ingleses - I

Fuick Hagar hoss me therio
Ink us Tadd a hump Ned do
This whoom or two moon too serious
Ten zoom cook Matt may do...

Anne T. Culture - "Engolis Pommes", Edições Pedra Pomes - mil nabos sento-os e se tenta dass...

quarta-feira, novembro 10, 2004

Em cima de SI sem DÓ

DÓ minante
RÉ quiem é?
MI n @
FÁ le 7
SOL oh *
LA te motivo
SI Renata

* (manicórdio dedicado ao meu amigo ONAN do fantástico blog A Seita de Fenix )

A Mana

O Domingos, era o último de 7 irmãos . 2 rapazes e 5 raparigas. Prefaziam a semana toda. A mais velha era a 2ª, era da feira, a Terça, era freira. A Quarta era a do meio, a Quinta, era foleira e a Sexta era a mais desejada. O mano Sábado, era fixe, mas o Domingos era o mais famoso.
Todos queriam passear no Domingos. Era o dia do Senhor. Até lhe faziam as misses do Domingos.
Domingos punha as manas a trabalhar, cada uma em sua feira.
Esta é a se-a-mana que vém.

Amor isco...

Gambina era fanática do amor isco.
Colava-se a velhos ricos como uma lapa.
Mesmo assim conduzia um Opel Ostra.
Aarão, um aristocrata rico perdeu-se por ela.
Não lhe resistiu quando ela lhe disse com voz lânguida e sensual: Come Aarão! Ameijoa-me!
Casaram. Desde esse dia nunca mais se misturou com o polvo que abominava. Comprou uma ilha só para eles onde passava os dias a contemplar as delícias do mar.
Depois da morte de Aarão, Gambina ficou só com a sua riqueza e o seu brinquedo favorito, a Barbie Gão.
Gamba maluca!

terça-feira, novembro 09, 2004

A marica nice

William Cody era um famoso batedor Amor & Cano.
Batia com as duas maõs. Era Homo bi-dexto.
É certo que também não 10 denhava de bufá-lo, Bill.
Certo dia fez uma aposta e perdeu.
O outro falo prometer e ele promete.
Solenemente diz-lhe: Sugar Ray, Robinson!
Cumpriu e livrou-se de Robinson lhe ir ao K.O....

Breca Faz-te

- Onde ias?
- Ia ó Gurt.
- Já não vais?
- Vou. Vou Café Lícia. Vamos à missa dos 10 ca Finados.
- Levas o Garoto? A que horas voltam?
- Às nove e Meia de leite.
- Então corre, Neff Lakes, dont be Leite.
- Ovos grado.
- Bacon Deus.
- Tá, até Chá.

segunda-feira, novembro 08, 2004

Color fools

O pingo ex-corria pela tela abaixo, quando avistou o amigo….
"Hey, zul! Tass bem, man? Perguntou o hammer hello.
"Ya, tass" disse o amigo Azul.
“Sabes da última? O Encornado, acabou tudo com a Bio Leta"
"Castranho...ainda ontem andavam aos Beijes "
"Ya....Pois, mas ela meteu-se com o Bronco."
"Esse man, é Verde longe. É um chato"
"Ya. Ganda pincel, aturar o Bronco"
"Por isso o outro, andava descorado."
"Ouvi dizer que se meteu nos Beer melhos, para a esqucer"
"Pudera, para ele a coisa tá Preta"
"Esta vida é uma bisnaga, mene"
"Ya..."
"Bute beber uma Alaranjadada?"
"Ya...e comer umas cores pastéis!"
E lá x-correram os dois até à mole & dura.


(rã-tirado do livro "Fart D'art" by Anne T. Culture, ex-tediosa. Edições Art Coras.)

Marmota de rabo na boca ou a mania do Yoga

Sim, já sabia dessa tua mania.
Até já te tinha apanhado em diversas posições esquisitas que gostavas de praticar.
Só de te ver dava jeitos no pescoço e revirava os olhos.
Tu lá te defendias com um "o yoga é fish".
Mas não estava de forma alguma preparado para o que iria encontrar naquele dia fatídico ao chegar a casa...
...
Entrei na casa de banho e lá estavas tu, mor, morta de rabo na boca...

domingo, novembro 07, 2004

Se tens pó pega lá no pó, se não tens pega lá no meu!

Pó latinos: enquanto o pó der, aproveitem para dar pó ladas, se é que têm o pó preto, porque o Pó lo, meu vizinho, que é um pó de virar tripas, tem o pó rosa, já só serve para pó de cabeleira e leva pó litadas a dar com pó. É o chamado pó mandado.
Assim, enquanto o pó vai e vem folgam as costas, sejam pó para toda a obra.

Pó de seguir…

4 mace-a

- Tem Ben-Hur on?
- Não, tá in-x-gota-do...
- Out-travez?
- É das over 12s. Obusam. Têm a mania que são under grandes.
- O Sir Ringa, se tá? gosto de ser atendida por ele.
- Tá a pôr os arquivos em dia, Bettes, não a pode atender.
- E ele não tem um Clone Ix que o substitua?
- Olhe que o original é sempre Melhor, All.
- O Nimed isse que tanto fazia, mas pronto...
- Contente-se Kaspa Irina...
- Desde que traga a Ru Seita, teremos prazer em aviá-la.
- Ai, como é bom ter mómetro.
- Já não sei que faça. Terei de ir rezar à Sé Crisina para ser bem atendida?
- Bem me diziam que ia ficar Flue, Dida.
- Vir à 4 mace-a é sempre uma amassada....

Os pequenos domésticos

As máquinas que nos fossilitam a vida diária:

Máquinas de Louvar (todas)……Esposas católicas que nunca (A) variam.
Frigo Horrífico…..Esposo, amantíssimo, que não acredita em preliminares.
1,2,3…..Picadora de miolos, ao sábado à noite.
Borba Quim…..Máquina de fazer buracos, que nunca acerta no buraco certo.
Micro Ondas…..Esposo beto, que não vai em modas. Gravata acima de tudo.
Varina Mágica…..A rapariga do berbigão.
Ferro de in-Gomar…..Marido, que achata os momentos felizes.
Orca Frigorífica…..Esposa de patas frias.
In-cera, a Dora…..Marido que se enrola com a vizinha, a Dora.
Frita a Dora…..Esposa vingativa, que não atina com a Dora.
Fugão…..Marido que foge de noite, para acender as chamas noutras Coisinhas.
Tele Visão…..Esposa que vê o marido pelo MSN
Esquenta-a-Dor…..Rapaz da manutenção, giro como o caraças.
Esquecimento Central..... Marido que não se lembra das datas importantes.
Exaustor…..Esposo que baza de noite para o café.
Tele móvel…..Aparelho para ouvir a concorrência matrimonial.
Expirador…..Marido rico, que deixa tudo à viúva, 32 anos mais nova.

Sense em Sure A

Sure o Menho era o seu nome.
Nasceu no ano da Sure pente.
Trabalhou na agricultura desde menino.
Adorava a Sure nice mas o capataz logo pela madrugada lhe gritava: Are-o Sure!
Filiou-se na Mas Sure, Maria e detestava o Oh Peidus Dei.
Afogava as mágoas bebendo Sure beija.
Lutador pela liberdade, foi Sure preso pela Pide que o Sure preendeu a 10 tribo ir pão filetes.
Mas sentia-se um Sure tudo. Respirava e Sure xpirava por mais liberdade.
Escrevia poemas Sure beber-se Ivos e odiava o carimbo que lhes punham: 100 Sure, Ado.
Já velho, a reforma mal lhe dava para Sure breve e ver.
Sentia-se humilhado, in Sure tado...
Amava a música. Tocava com Sure Tina mas nos últimos anos de vida em Sure de seu.
Era um tipo Sure Prior.
Morreu.
Não tinha Sure guro de vida mas também não deixou 10 sem dentes.
Foi Sure pultado na Sure gunda-feira passada...trajado a rigor... num Sure bretudo de madeira...
...

(neste momento imagino-o a Sure bir as escadas do céu...)

sábado, novembro 06, 2004

Tudo de 7

Como diria o Dill, tudo de 7 pa vocês... mas nem 8 nem 80...

Um 8 movie lista 8 tropelou uma que 8 via na 8-estrada.
Não teve culpa. A que 8 via vinha com um grão na asa e 8apalhou-se. Ficou feita num 8.
O 8 movie lista que se chamava 8 ávio, af 8, ligou para o sem ti 8, pois faltavam-lhe 4 pó 112.
Numa atitude 8ista ninguém lhe ligou pêva do 8tro lado da linha.
O 8 movie lista prestou-lhe os 8ºs socorros que eram os que estavam mais à mão.
Fez-lhe respiração boca a bico. Em vão.
A que 8 via tinha os 8 estinos perfurados e iria morrer...
A que 8 via tinha filhos. Dúzia e meia... dos 8!
Ele 8orgou-lhe promessas de inda amenização, pese a ausência de culpa. Era 8truista.
Prometeu enviar todos os anos, pelo N8al, uma lata de bisque 8s à prol da que 8 via...

(o resto fica para 8tra vez...)

Pala glandes moles, glandes L médios

Se tem ploblemas glandulas vá ó hindu cronologista.
Pala glandes moles, glandes L médios.
Ó então assalte o merceeiro e ouvirá o urro lojista!

sexta-feira, novembro 05, 2004

7 Cotas Plano Etárias

VÉNUS vidi e vici (Ca’zar)
Eu MARTE tu esforla (Alex Tropa)
SÁ TURN me on - (Nicolau Braille)
JUPE&TERNO (franchise de pronto a vestir franco-brasileiro)
NÉPIATOON – That’s all folks (Luna Tuna)
Quem tem URANUS tem medo (prove erva popular)
TERRA – e pur, si muove (Galo & EU)
PLUTO que a pariu (Graciette do Bulhoum)
MÉPICURIO de grege porcum (Happy Grama de Ora Cio)

A 7 e cu

1 -10 infectado

2 - 100 má cula

3 - Very cu Lynn

4 - Love Ado

5 - Ass & Ado

6 - Input irascível

7 - Limpo o luto

quinta-feira, novembro 04, 2004

7 Contrapostas às 7 Postas do DILL

Contra o Gorgulho a Humidade
Contra em Beja a Cova da Piedade
Contra a Engula a Moda Ração
Contra a Luxeira a Simples Cidade
Contra a Ir À a Serena Idade
Contra Há Varizes o Alto Istmo
Contra a Prego Isso o Zélio da Dill Agência

Lamme Ento

Neste 10graçado dia
foice ma inspiraçon...
queria postar, que mania,
mas num tenho conde e som.

Passei o dia a roer
inúmeros números, enfim
tenho azóreilhas àrder
e o dia não chega ó fim.

Quando a vida não faz senso
e o nonsense é razão,
Adensa-se o contrasenso
E fico a pensar ca mão...

Bato na tecla apressado
na ânsia que nasçam postas...
Mas, porra, doem-me as costas!
Bah, desisto, tou cansado...

7 Bocados mortais

1- Gorgulho.......(bicho)
2- Em Beja........(local/idade)
3- Engula .........(toma!)
4- luxeira..........(porcaria)
5- Ir á……..........(m***a)
6- Há varizes ....(aveia)
7- Prego isso......(quero pintaria)

Ready 7 Go

“7 anus de pastor ja cá servia a
Lambão, pai de rá, aquela serrana à vela
Mas não sevícia ao pai, sevícia a ela…”

7 MARAVILHAS
- Pira-me de Gisela
- Os pensos de baba Lónia
- Céus em Ó Limpa
- Tempo de Arte Mija em é Fezes
- Mãos ao léu ali carne asso
- Qual osso de rodas
- Farandol de Alexandre ia

7 MSG EIRÓS DA LUZ NO PLANO ETA :
- Cris Xana
- Mói Zés
- Soro Hasta
- Bugah
- Lauto Zé
- Confunde-o
- Je Suis Crista

7 MEAN ORCAS
- Mexe-te
- @ sim
- Felix
- Zé Gado
- Tunga
- Dan Gozo
- Sou Neca

(Conte & Nua)

Sai em C nus

A Planta do Pé e a Flora Intestinal uniram-se em equipa para investigar os efeitos do reflexo da luz na curvatura das bananas.
Não descobriram pevide.
Publicaram as conclusões numa rabista 100 ti fica.
Mesmo assim ganharam o prémio Nabal da Fístula...

quarta-feira, novembro 03, 2004

Novas revelações sobre a origem do Homem, do é-mole e da própria Internet - Parte 1

Entrudo, São

Novas investigações levadas a cabo pela nossa Kota-Drástica Anne T. Culture permitem-nos concluir pelo enorme erro em que laboramos ao longo de séculos.

De passagem pela ribeira do Porto, Anne T. Culture, fez acidentalmente a descoberta que viria a lançar luz sobre a origem do Homem, do é-mole e da Internet, e afastar de uma vez por todas o olhar obnibulado que os especialistas da antropologia e da história vêm lançando sobre as nossas origens mais remotas.

Tudo aconteceu à saída de um afamado bar da ribeira do Porto quando Anne T. Culture, já com um grão na asa, tropeçou no fundo de uma antiquíssima pipa de vinho do Porto, onde se lhe revelaram gravados a fogo os símbolos que seguem:

@ @

Depois de anos de aturada investigação é-nos agora revelada a origem do Homem que passamos a explicar sinteticamente.

Entrou tudo, São?

Bem podem enterrar bem fundo aquelas tretas que aprenderam nos compêndios de que o Homem evoluiu do Australopithecus, passou a Homo erectus, dribou-nos até ao Homo sapiens neanderthalensis tornando-se finalmente no Homo sapiens sapiens.

Anne T. Culture provou-nos que foi na cidade do Porto que desabrochou toda a Humanidade.
Na verdade, o Homem Moderno tal como o conhecemos, descende directamente do velhinho Homo Alcoolicus cujo aparecimento ocorreu há centenas de milhares de anos no território que hoje conhecemos como sendo a cidade do Porto.

Já o PortoGays descende directamente do Homo Sexual, mas isso é outra história...

Arromba, o é-mole e a Internet

Pensa-se que a @ tenha sido inventada pelo Homo Alcoolicus numa tentativa gorada de inventar a roda. Só milhares de anos mais tarde a roda foi inventada aquando da passagem de um cometa que deixou a terra seca durante centenas de anos e em que a quebra de stocks de Vinho do Porto deixou um dos seus artistas sóbrio.

Sim, porque a verdade é que o Homo Alcoolicus andava sempre bêbedo. Viviam nas catacumbas deitados por baixo das pipas e num constante estado de embriaguês.

Como mal se conseguiam mexer e só com dificuldade conseguiam articular palavras, inventaram o é-mole como meio de comunicação. E já que passavam a vida a arrombar pipas daí que também chamassem arromba à @ já que começou por ser uma roda romba e mal amanhada.
Logo ali perceberam que o futuro das comunicações estava no é-mole amanhã dá.

Passavam a vida nisto. Daí que os seus habitantes fossem chamadas de Oporto-nistas...

Como não tinham tempo para fazer filhos faziam logo os netos e despachavam duas gerações numa só. Foi o início do conceito 2 em 1 que está tanto em voga actualmente.

Assim toda a sua cultura e conhecimento eram passados de pais para netos, inter-netos portanto, já que os pais, mesmo sendos avôs dos netos, teriam sido também netos de alguém, o que veio a dar origem ao que agora conhecemos como Internet...

(2 be com Tino, Ed...)

Tendências Ao Toino/Inferno

Este ano, a tendência são os pobres.
Os grandes costureiros (não os nossos alfaiates e modistas) tiveram visão para se aperceber do facto. Habituados a vestir os ricos de Marca, para eles e apenas para eles, criaram um conceito inovador. Os Pobres-de-Marca. Os ricos passam exibir pobres nas festas. O seu pobre. Fica bem, é um acto sempre bem visto e sempre podem comparar o seu pobre com o dos outros.
Para o efeito, foram criadas linhas de roupa, pobres, mas de Marca, que marcam toda a diferença. Todos estarão de olho no pobre do outro.
O Pobre-de-Marca vestirá roupas sábiamente mal confecionadas e com nódoas de alto gabarito (champagne, caviar…etc), que são no fundo a imagem de marca dos pobres.
O look será de pobre, mas extremamente bem cuidado, como o dos ricos, de Marca. Há que marcar a diferença. Ninguém quer ver o seu pobre sem ar de Pobre-de-Marca.
Nas conversas o rico, de Marca, poderá sempre dizer que esteve tão ocupado, que nem teve tempo para amarrotar o seu Pobre-de-Marca. O que é mentira, claro... O Pobre-de-Marca leva muito mais tempo a produzir do que o rico de Marca.
Pobres pobres…Já não lhes bastava serem pobres, agora têm que levar com os ricos e com as marcas dos dois. Passa das marcas.
Mas, com o balanço que esta vida leva, ainda nos arriscamos a ver, nas festas, Pobres-de-Marca, a acompanhar ricos de Marca, pobres…

(ex-certo do “Tom Dências Pobres” by Anne T. Culture)

Pregão

O prego casou com a tábua.
Entregou-se a ela de coeur-pinteiro...
Foi um amor profundo.
Ele foi um pregão à vida e ela uma verdadeira tábua de salvação...
Nunca perdeu a cabeça...
Enferrujaram juntos...

terça-feira, novembro 02, 2004

Quem ganhou as erecções Amor & Canas?

- Kerry's fazer amor, beibe?
- Contigo não, és muito Bush! Emagrece e aparece!
- Olhamesta a fazer-se isca Zita, dass... Anda daí, mor, que te compro uma saia Florida! És cá uma Alaska!...
- E tu tás um bocado Dakota, num achas? Inda consegues ir à acção?
- Ó Ó, kés ber? (Bush põe o coiso de fora)
- hihihi, ca coiso tão Mineapollis... cresce e aparece ó Busha...
- Ah, tás armada em Miss is Hippye, ó Galdéria?...
- Byte embora filho quinda te Arkansas...
- Olha a Filha da ganda Utah armada em Virgínia. Levas um estalo com esta Maine caqui vês caté te California essa dentuça toda....
- Vai levar no Columbia ó cota!... Olha, fala com a minha prima Louisiana quessa dá o Colorado e 3 tostões por um Busha como tu... se conseguires ir à acção...:)

Naughty Cus

ALANTE LEME (com olhos de AMANTILHO): Que CATURRA que a menina fica a BORDEJAR essa COBERTA.

ARNEZ GAIO (com ar CATITA): ESTAI tranquilo, mantenha os lábios CALADOS, consigo é sempre à DEFENSA!

ALANTE LEME ( com entoação FOLGADA): A sua presença faz-me ARRIBAR, eu consigo até FUNDEAVA a MALAGUETA no Vale do GARRUNCHO e encomendava uns ARINQUES ao Passos!

ARNEZ GAIO ( tentanto manter a LINHA DE ÁGUA) : ESCUNA de me acenar com o seu PAU DE SPIciarias que eu não sou a GATA POLACA em que você ARREOU.

ALANTE LEME (sacando da última MANILHA): Não esteja na RETRANCA ouTRAVÈS, acha-me um esCROQUE? O ZÉNITE que lhe ofereço não VALUMA oportunidade?

ARNEZ GAIO (em voz alta sabendo que todos a OVÉM): A sua insistência MASSAME , não VAU nada, ponha-se na ALHETA.

ALANTE LEME (completamente QUILHAdo) : Sua emPROAda, vá de RÉtro, NAU!

ARNEZ GAIO (em RIZES estidentes): KETCH me if you can, ENORA H que o COSTADO se revela, POPA-me!

Anti vírus

O pai vírus lia um jornal médico, quando o vírus filho entra…
"Pai..."
"Diz, filho"
"Quando for grande quero ser antibiótico."
O pai salta da cadeira. A mãe cai em pranto.
"Tu queres o quê? Queres desgraçar a nossa família?
Andas metido nos analgésicos? Sabes o que estás a dizer?
Tu e o teu irmão só nos deram tristezas. Ele foi para vírus informático e tu queres ser padre? Devias era levar com uma camada de penicilina pela mona abaixo,…. sua bactéria.
Na tua idade, eu já tinha infectado uma aldeia inteira. Muitas vezes, cheio de saúde fui trabalhar….. para agora ouvir isto! Quando me casei com a tua mãe, fomos morar para a periferia do organismo. Infectámos que nos fartámos, para podermos morar nestes pulmões poluídos. Para vocês poderem ter um ambiente desagradável, e agora levo com esta cena?Põe os olhos no Sintoma Lopes, que conseguiu criar uma inflamação global....
És pior que uma vacina. Faz a malinha e vai apanhar uma seringa.
Aqui não ficas.”
A mãe virose chorava.
O vírus filho bateu com a porta.

Moral da história:
Vírus não volta, a história repete-se…

10 ó bafo d1 trova-lhe a dor da caos tracção se vil...

"A balde e suado trabalho!
Esta vida só me causa a gruas!
Andaime cá ver sé pera doce.
Ando há trincha anos nisto... antes o desaterro ou a morte!
Ainda meto uma vala na cabeça!
Ou faço-me homem bomba. Encho-me de explosivos e é só carregar no betão. PUM!
A tragédia é que se me mato vou fazer tijolo!"


(excerto do livro "A verdadeira história de Marquise da Broxa" por Anne T. Culture, CLXXI Edição, Arranha a Céu co Prego Editora"

segunda-feira, novembro 01, 2004

Manuel de Instruções - 1

Segundo consta, o termo "e-mail", surgiu no nosso País durante a apanha de fruta, numa herdade, a norte do rio Dasse.
Figura num documento encontrado na Torre do Toino. É o resumo de uma conversa entre 2 trabalhadores agrícolas.
A Maria terá gritado a um colega:
"Ó T'Inácio, amande-me uns marmelos"
"Quantos?" terá retorquido ele.
"Uns 15 quiles"
"Pá d’onde?"
"Pá mnha casa"
"Descascados?"
"Nã. Sã para comuere crus. É pós porcos"
"Tá bêin,… eu amando"
E Inácio aponta:


Fig.1.
(Foto gentilmente hã-cendida pela Fundação dos Íngri-cools)

In-àlise histórica.
Há uma clara intenção sexual no documento. Maria vivia da fruta alheia e Inácio era casado. Daí, que os É-moles hoje em dia se e-metam pelos modems "adentro". Tudo é sexual.

(By Anne T. Culture, Profª. Kota Drástica. Da-tourada com o 4º ano do ensino básico, e uma pós-grandiação em 5º ano do Ancinho Geral.
X-pecialista em Tricas Histéricas).

Bill USA - The Story

10 pe-a - disse-te eu.
Recusaste 10 viando o assunto.
10 pita à força.
Entraste no 10 pique.
Foi uma 10 puta renhida.
1 - 10 a tino. Mordeste, arranhaste, pontapeaste-me os 2 much, quase me 10 fizeste com a dor...
Estavas 2 da de todo.
Com o calor da luta 3 andávamos a suor.
Já cansados caímos de 4.
Quase nos dava uma 5 up.
A 6 taste-me um sopapo final.
Caí agarrado ao teu 7 ya.
Ainda assim levantei-me, af 8.
Teve um final de 9 ela.
Foi o 10 moronar de tudo, um 10 assombro.
Quem nos manda ser 10 tito idos de senso?
No final, apenas conseguimos romper....
a tua linda Bill USA...


Hora Morta - Ora, Marta

Tó e Marta são amantes há mais de 30 anos no lar de 3ª idade.
Nas horas mortas relembram o tempo em que não tinham horas para nada.
Matam horas assim.
Tó começa sempre as conversas assim: Ora, Marta, lembras-te...?
E Marta responde invariavelmente: Oh Tosse... me lembro...
O que seria de Tosse em Marta para amar nas horas mortas?
E de Marta sem a provocação de Tosse em Ora, Marta...?
E há mais de 30 anos, naquele lar, mal se ouve o eco destas simples palavras - Ora, Marta,... - toda a gente sorri porque Marta e Tosse amam...

Artur Shot Story

Há muitos anos, ainda as horas não mudavam, o Artur comprou um terreno.
Colocou uma tabuleta à porta que dizia: Camas-lote 13.
O povo era super-esticioso. Não diziam o número. Apenas o “cama lote”.
A Câmara registou o terreno como Camalote.
Artur, comprou uma mesa redonda para curtir com os amigos.
Sem dúvida, que o Lança lote, que era fiscal da Câmara, era o mais próximo. Foi só reinar.
Para eles, o cálice era sagrado.
E à noite comiam bolas de Merlin.

X Files - As Sue Miles que vivem nos commentos

Vieram do nada e pastaram-se nos commentos.
Umas gaijas amor elas com cara de cartoon... mas sei de fonte segura que são óleo mije-nas.
Oriundas depile a neta 10 conhecido não as deveremos menos pisar.
Pelo is ame a olho nu creio existirem 2 espécies de Sue Miles: as paralíticas e as que batem cu queixo.
As que batem cu queixo são ceguinhas e as paralíticas são d'Olhão. Arre, galam bué!
O Dill tá tão entrigado que pôs a farinha de molho. Acha cas Sues são broas.
Eu 10 confio... acho cas Sues são coisas do Dê-mo que leva troco...
Vou tar dolho nelas e tentar saber onde tá Estácio nada a Sue é 9 is pussy all.
Se tiverem gê PS são tão perigosas como as laranjas do nosso 10 contente aumento...
Mas... a ver vamos, como diria o ceguinho.
Depois dar-vos-ei a conhecer o ralatório...

Anne, our "mor"

Zé era muito esquecido.
Só mudou a primeira vez a hora.
Atrasou uma…e nunca mais a voltou a acertar.
24 anos depois….fez anos no dia anterior. Vai passar o Natal a 23. Trabalhou 12 anos de noite. Perdeu 1.167 sessões de cinema. Perdeu todas as novelas. Perdeu as namoradas todas e nunca viu a 5ª dos Coisos. Pobre Zé. É feliz.
Não mudem a hora! Façam como o zé, não sejam Toinos.
A semana passada, a esta hora, eu não estava aqui.